• blog top

O Desafio das TMCs no Brasil e no Mundo

(Por Sérgio Tedesco)

A cada dia ouvimos que uma nova tecnologia “aterrissou” no segmento de viagens corporativas, um novo “player” que pode trazer benefícios substanciais, aprimorando processos, trazendo mais eficiência e melhorando a experiência do viajante corporativo.

Temos do outro lado, a nova geração, os "millennials" que tanto já ouvimos falar, nascidos conectados, seja num smartphone ou num notebook, buscando praticidade, autonomia e rapidez. São usuários sedentos de tecnologia.

E no meio desse cenário temos a TMC (Travel Management Company), que em sua essência possui apenas um objetivo: aprimorar o programa de viagens de seu cliente corporativo. Seu trabalho agrega diversas iniciativas para que isso ocorra, desde a busca pela excelência no atendimento, na venda de cada bilhete aéreo, em cada reserva de hotel, na aplicação de novas tecnologias e na recomendação de novos processos para seus clientes, focando eficiência e economia.

Mas qual é o principal desafio de uma TMC hoje? A resposta é simples: INOVAR

 

TMC ALATUR

 

Sim, a TMC tem por obrigação, pelo seu posicionamento de mercado, pela essência do seu trabalho, ser a empresa que detém o item mais importante no mercado de viagens corporativas, O CONHECIMENTO.
 

Conhecimento para recomendar ou não a implantação de novas ferramentas; para suportar seu cliente corporativo em negociações com outros fornecedores da cadeia; para entender as necessidades de seus clientes e orientá-los no melhor caminho para aprimorar seu programa de viagens corporativas.

Sem o conhecimento, a TMC perde seu “sex appeal” e se torna apenas um fornecedor de serviços, e não mais um parceiro estratégico para seus clientes.

E hoje, a era da globalização torna o mundo menor, dá rapidez no desenvolvimento de melhores práticas de forma simultânea, seja no Brasil, China, França ou qualquer outro país. Ela também exige que as empresas estejam sempre atentas a esses movimentos de inovação e que apliquem os mesmos em seus negócios para que possam se manter competitivos.

O mercado de Viagens Corporativas está em plena evolução e o mais empolgante é que estamos fazendo parte dessa transformação!

Em 1859, Charles Darwin lançou sua teoria da evolução, afirmando que os organismos que melhor se adaptam, tem mais chances de sobrevivência.

Para as TMCs, essa teoria se aplica perfeitamente, mas eu adicionaria um componente adicional a ela, as companhias que realmente escutam seus clientes, entendem suas necessidades e as transformam em soluções viáveis e inovadoras, terão sucesso! E manterão seu “sex appeal”.

Os diretos para utilização deste conteúdo são reservados exclusivamente a Alatur JTB.

                               Sergio           

Sergio Tedesco Sanches
Diretor de Clientes da Alatur JTB

Está há mais de 20 anos no mercado de Turismo, com atuação nas áreas Comercial e de Relacionamento com Clientes. Possui MBA em Gestão Empresarial pela FGV e extensão na Universidade de Ohio, EUA. Está na Alatur JTB desde 2015.